Como Cancelar o FIES


  

Saiba aqui o passo a passo para realizar o cancelamento do FIES.

Hoje, todo cidadão brasileiro pode contar com a flexibilidade dos sistemas públicos em diversos setores. Recentemente, foi divulgado o método de cancelamento do FIES – Fundo de Financiamento Estudantil. Trata-se de uma nova opção destinada às pessoas que necessitam de um prazo maior ou de parcelas bem mais fracionadas, no sentido de manter o pagamento de um curso de faculdade particular. Este projeto foi elaborado e colocado em prática com o fito de proporcionar vagas para acadêmicos que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio, Enem. O projeto iniciou no ano de 2010 e promove o financiamento em dois tipos de modalidades: uma que não cobra juros, o próprio Fies, e o método com juros variáveis, o chamado P-Fies.

Em primeiro lugar, vamos descrever o processo de financiamento:

Todo estudante que decide recorrer a um financiamento sabe que assumirá dívidas. Portanto, é muito importante planejar bem, decidir bem sobre o curso, já que não apenas a dificuldade financeira entra em jogo, como também o receio de ficar na inadimplência, o desejo de desistir do curso, seja temporária, seja definitivamente, entre outras motivações ou necessidades. Portanto, sempre existe possibilidade de se cancelar o Fies.

Assim, foi criado um método seguro de cancelamento do Fies. Ele consiste no seguinte: que o estudante reflita seriamente sobre qual a melhor decisão, já que o cancelamento prévio do FIES acarreta no ônus de que o acadêmico deverá arcar com o custo do período que tiver utilizado, além de não ter mais direito a solicitar por novo processo de financiamento pelo fundo.

A melhor opção para quem está em dúvida ou necessidade está na suspensão provisória ou temporária do plano Fies. Este pedido poderá ser realizado por meio do SisFies, cujo procedimento se dá pela decisão do estudante ou por meio do chamado Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, FNDE, que consiste em um agente operador do plano Fies e do P-Fies.

Os passos para a SUSPENSÃO do Fies são, sumariamente, os seguintes:

1 – O acadêmico deve recorrer ao site do SisFies em conformidade com o prazo estipulado pelo mesmo, ou seja, até o 15º dia dos meses que vão de janeiro a maio. No caso de a suspensão ser processada no segundo semestre, os estudantes terão até o 15º dia dos meses que vão de julho a novembro;

2 – Qualquer semestre de suspensão deverá ser individualmente solicitado pelo aluno, em conformidade com o prazo estabelecido para pedidos desse tipo;

3 – Assim que estiver concluída a dita suspensão temporária, a mesma deverá receber a devida validação do CPSA do curso no qual o estudante estiver matriculado;




4 – Depois que o pedido for recebido e atendido no CPSA, será um dever do estudante dirigir-se até a faculdade no sentido de preencher e assinar o chamado Documento de Regularidade de Matrícula: a Suspensão, DRM de Suspensão;

5 – Finalmente, a devida solicitação do agente operador, o que fornece o financiamento.

O processo de cancelamento do Fies segue os seguintes procedimentos:

1 – Será necessário pagar todos os custos do saldo que indica devedor no financiamento, o qual deverá ser custeado no momento de assinatura do Termo de Encerramento;

2 – Será necessário, também, manter-se na etapa de utilização do mesmo financiamento, cumprindo rigorosamente todas as demais etapas da carência e da amortização em plena conformidade com os termos pactuais contratualmente;

3 – O estudante terá o dever de antecipar a etapa da carência do financiamento e satisfazer a etapa da amortização em plena conformidade com os termos pactuados contratualmente;

4 – Fazer antecipar a etapa da amortização do mesmo financiamento e arcar com o devido pagamento das prestações estabelecidas, em plena conformidade com os termos pactuados contratualmente.

Em caso de o acadêmico não conseguir realizar esse procedimento a tempo, perdendo o prazo, uma nova solicitação deverá ser realizada.

Se o acadêmico desejar realizar novamente o Fies, o mesmo deverá cumprir com o chamado aditamento, ou seja, arcar com a devida renovação de contrato, por meio do SisFies.


Paulo Henrique dos Santos





Postar Comentário